Home > Dicas > Não fique de fora: 10 dicas para facilitar o uso do seu cartão de crédito!

Não fique de fora: 10 dicas para facilitar o uso do seu cartão de crédito!

Se você já usa cartões de crédito há anos, sabe que existem medidas simples para otimizar a sua experiência com o serviço de crédito. Mas, se não possui tanta experiência assim, saiba que usar cartões de crédito pode ser bem simples se você estiver atento a esses pequenos detalhes!

1) Não use muitos cartões de crédito: com a grande variedade de cartões disponíveis hoje no mercado, você pode ficar tentado a contratar diferentes cartões para usar benefícios diferenciados. Entretanto, quanto mais cartões você tiver, maiores são as chances de confundir datas de pagamento e acabar criando dívidas. Além disso, se você possuir um número considerável de cartões, isso pode até diminuir a sua pontuação de crédito.

A pontuação de crédito (ou credit score) é o que determina sua capacidade de compra. Dessa forma, se você atrasa pagamentos de faturas ou acumula dívidas, seu credit score diminui gradativamente. Isso pode acontecer se você ultrapassar 30% do limite do seu cartão ou se abrir e fechar muitas contas num curto período.

2) Pense bem antes de adquirir um cartão com recompensas: se você quer aproveitas vantagens como descontos em viagens, programas de pontos e fidelidade, um cartão com recompensas pode parecer o ideal para você. Entretanto, se você não viaja constantemente, ou não faz compras frequentes nas categorias de descontos, o valor que você pagará com as taxas de anuidade do novo cartão pode não valer a pena. Se julgar que não poderá manter o cartão, é melhor procurar por opções de cartões que caibam no seu orçamento.

3) Fique atento aos aumentos no limite do cartão: à primeira vista, um aumento no limite do cartão de crédito pode ser uma grande vantagem, proporcionando maior poder de compra para o cliente. Contudo, isso pode incentivar maiores gastos, e se você continua com a mesma renda mensal, não deve gastar mais do que já gastava com o limite melhor. Lembre-se de que crédito é uma dívida a qual você terá que pagar, logo, não comprometa mais do que parte do seu salário com o cartão de crédito, independente do limite que for oferecido pelo banco.

4) Verifique se um corte de juros é possível: sim, você pode fazer essa solicitação ao seu banco! Mesmo que a maioria das instituições financeiras possuam taxas de juros pré-definidas e fixas, alguns bancos são mais flexíveis nesse aspecto permitindo ajustes se você os solicita. Lembre-se que você pode ter a solicitação negada, mas, não perde nada por perguntar ao seu gerente sobre esse auxílio.

5) Não faça saques com o cartão de crédito: caso você não saiba, é possível retirar dinheiro do seu cartão de crédito, como um caixa eletrônico. Porém, as taxas de juros e de transferências para esse serviço costumam ser altíssimas! A não ser que sua necessidade seja emergencial, dê prioridade ao saque direto da sua conta no cartão de débito e deixe o cartão de crédito para momentos em que isso não for possível.

6) Esteja ciente do seu credit score: como você já leu acima, o credit score é a sua pontuação de crédito, que determina seu poder de compra e serve para que as instituições financeiras avaliem você antes de aprovarem empréstimos, concederem cartões entre outros serviços. Se você for um bom pagador, quitar as faturas com pontualidade e não contrair dívidas, manterá uma boa pontuação. Ao contrário, se for um pagador instável, isso pode diminuir sua pontuação, comprometendo suas transações. Por isso, não negligencie seu score, e esteja atento a qualquer alteração nessa pontuação.

7) Saiba mais sobre os benefícios do seu cartão: se você está em busca de benefícios como seguro viagem, garantia estendida ou programas de descontos, antes de contratar esses serviços, verifique a sua instituição financeira. Muitas pessoas não sabem que seus bancos oferecem benefícios gratuitamente ou com preços diferenciados para seus titulares, que podem incluir seguros variados, proteção de preços, entre outros.

8) Lembre-se de programar pagamentos automáticos: se você ainda não faz pagamentos automáticos na sua conta, está perdendo um grande benefício. Se vincular sua conta bancária ao cartão de crédito, você pode programar pagamentos mensais e, assim, evitar atrasos ao pagar suas faturas. Assim que o prazo de vencimento chegar, o salso do seu cartão será pago, o que também poupará seu tempo.

9) Atenção aos juros: é comum que pessoas que lidam com cartões de crédito há pouco tempo não estejam tão atentos às taxas de juros. Cada banco pode ter taxas de juros diferenciadas para seus diferentes cartões e serviços disponíveis, mas as taxas frequentemente são de cerca de 16,27%. Porém, elas podem subir rapidamente se você começar a dever o banco. Se os juros já podem ser um problema, os juros compostos podem criar dívidas ainda maiores. Mas você pode evitar isso facilmente se ficar atento às taxas cobradas.

10) Controle suas finanças através de aplicativos: atualmente, a maioria dos bancos passou a oferecer o internet banking em computadores e smartphones. Se a sua instituição possuir um aplicativo, você poderá acompanhar suas compras em tempo real, assim como realizar pagamentos, fazer transferências e visualizar seu extrato facilmente. Assim, detectar cobranças indevidas e irregularidades ficará bem mais simples, e você vai ficar mais tranquilo com suas finanças.

Ter um bom cartão de crédito pode ser a chave para uma vida financeira segura e com várias vantagens. Porém, é importante ser sempre cauteloso com as suas finanças, afinal, elas podem te impactar de várias formas. Portanto, siga essas dicas para não ter problemas com seu crédito no futuro!

Fonte: Veríssimo Bar | Imagem: Business Insider/ CNBC