PicPay lançou nova modalidade de empréstimo inédita no Brasil: vem saber mais!

Você já “emprestou” seu nome para algum amigo ou parente para possibilitá-lo a contratar crédito? Esta prática é bastante comum entre os brasileiros e já foi realmente útil para muitas pessoas, mas também já causou diversos conflitos. Afinal, trata-se daquela história conhecida sobre acabar sendo “vítima” de um famoso calote.

Anúncio

De olho neste costume, o PicPay decidiu inovar no mercado e acabou de lançar um serviço totalmente inédito aqui no Brasil: o empréstimo entre amigos. A iniciativa foi desenvolvida com o intuito de proporcionar formalização ao processo, porque a maioria destes empréstimos ocorre de maneira informal, o que pode resultar em problemas, conforme explicou Eduardo Chedid, vice-presidente de Serviços Financeiros do PicPay.

Resumidamente, funciona da seguinte forma: o usuário da fintech pode emprestar seu dinheiro da carteira digital para um amigo ou familiar. Quando isso ocorre, um contrato entre essas duas pessoas é gerado e a função do PicPay é justamente ficar responsável por essas interações, proporcionando a melhor experiência possível.

Caso o “solicitante” não pague o valor que lhe foi disponibilizado de acordo com as condições estabelecidas, cabe ao PicPay entrar em contato com ele amigavelmente para realizar a cobrança. É importante destacar que o crédito só poderá ser pedido para quem já esteja na agenda de contatos dos usuários. 

Anúncio

Sobre as taxas

A princípio, será cobrada uma taxa promocional de apenas 0,10% sobre a quantia do empréstimo por conta do intermédio da operação, mas isso ainda pode mudar ao longo do tempo. Os juros, por sua vez, devem ser negociados em comum acordo entre as partes envolvidas, não podendo ultrapassar 12% ao mês.

Desta forma, ambos deverão também assinar um contrato que será formalizado junto ao Banco Central por meio de uma Cédula de Crédito Bancário (CCB), para que o procedimento não se configure como agiotagem.

Anúncio

E o que acontece se a pessoa não me pagar?

Se o receptor do dinheiro não pagar o usuário, o PicPay fará todas as cobranças necessárias. A diferença é que o “doador” do crédito estará respaldado formalmente e caso queira, poderá entrar em contato com a empresa para manifestar seu desejo de negativar o nome do devedor. Justamente por haver um registro desta operação no aplicativo, ele poderá tomar as medidas legais para não ser prejudicado.

É válido ressaltar ainda que existe um prazo de um dia útil para a compensação logo após o pagamento do boleto do empréstimo. Portanto, se o seu amigo ou parente quitou o boleto numa sexta-feira, por exemplo, pode ser que você receba o valor somente na segunda.

Anúncio

Como faço para emprestar dinheiro para alguém no PicPay?

Quer dar uma forcinha para algum amigo ou familiar? O procedimento para realizar o empréstimo para alguém é super simples. Basta acessar o aplicativo do PicPay e buscar pelo botão de “Notificações” para encontrar a mensagem da pessoa solicitando o recurso. Depois, confira com cuidado e atenção a proposta apresentada, analisando a quantia, taxa de juros e quantidade de parcelas.

Se estiver tudo ok, é só aceitar a proposta. Aí, você terá um prazo de até sete dias para efetuar o empréstimo e transferir o valor para a outra pessoa. Se passar deste período determinado, a transação é cancelada. Inicialmente, o serviço está disponível somente para 500 mil usuários e, nos próximos meses, o PicPay pretende ampliá-lo para toda a base de clientes do app. Aproveite! 

Fonte: Foregon via Exame Invest   –   Imagem: InfoMoney via Shutterstock (Foto Editada)  /  Imagens de dentro da matéria: Momento Valores – Capitalist

Anúncio
Anúncio