Domine suas finanças: 3 dicas para evitar ultrapassar o limite do cartão de crédito

Já refletiu sobre as consequências de ultrapassar o limite do seu cartão de crédito? Se analisarmos, os cartões de crédito disponíveis no mercado geralmente não têm limites muito elevados. Mesmo que seja viável aumentar gradualmente o limite do cartão de crédito por meio de boas práticas financeiras, não é uma tarefa simples. Enquanto esse aumento não ocorre, é muito simples ultrapassar o limite. É importante ressaltar que essa não é uma prática saudável do ponto de vista financeiro. Enquanto a instituição financeira não concede um aumento no limite do cartão de crédito, o que está ao seu alcance fazer?

Anúncio

Conteúdos relacionados:

Elaboramos este artigo exatamente para poder revelar esses e outros truques que podem ser úteis nessa jornada. Também vamos dar 3 excelentes sugestões para evitar exceder o limite do cartão de crédito. Afinal, isso acarreta consequências e vamos informá-lo sobre quais são. Está pronto para nos acompanhar na leitura deste artigo? Pode ir pegando papel e caneta, pois essas informações podem não somente ser úteis para você, mas também para algum parente ou amigo que esteja passando por essa situação no momento e precisa de uma ajuda. Não guarde somente para você essas dicas, compartilhe elas com que você se preocupa também, combinado? 

O que é o Limite do Cartão de Crédito? 

O limite do cartão de crédito representa a quantidade máxima que você pode gastar com o cartão antes do vencimento da próxima fatura. É essencial compreender que este limite não é um valor fixo, mas sim uma quantia renovável conforme você efetua os pagamentos corretamente e em dia. Por exemplo, se o seu limite for de R$800, significa que você pode fazer compras até atingir esse valor, e então terá que aguardar o pagamento da fatura para liberar o limite novamente. Vale destacar que conforme os meses forem passando, a instituição poderá aumentar seu limite ao notar que você é um bom pagador.

Anúncio

Este limite é determinado com base em vários fatores, incluindo sua renda, histórico financeiro e comportamento de gastos. Quanto mais sólido for seu histórico financeiro e suas decisões prudentes, maior será a probabilidade de obter um limite de crédito mais elevado. Além disso, o seu Score de crédito desempenha um papel bem importante nesse contexto, já que reflete seu comprometimento financeiro. Um Score mais baixo tende a resultar em limites menores oferecidos pelas instituições bancárias, enquanto um Score mais alto pode proporcionar limites mais generosos.

Qual a função do limite do cartão de crédito?

Você já se perguntou alguma vez por que os cartões de crédito têm limite? Já imaginou como seria se esses cartões não tivessem limite e todos pudessem comprar à vontade? O limite é uma medida essencial que os bancos implementam para controlar os gastos dos seus clientes e aliviar riscos financeiros. Quando você utiliza o seu cartão de crédito para efetuar uma compra, o banco realiza o pagamento imediato em seu nome, proporcionando a você o benefício de pagar mais tarde. É como se fosse um empréstimo concedido pelo banco. No entanto, a saúde financeira da instituição está em jogo, por isso é necessário que o valor seja reembolsado dentro do prazo estabelecido, evitando assim que o banco acumule prejuízos financeiros. 

Anúncio

Ultrapassar o limite do meu cartão de crédito: o que acontece em seguida?

Às vezes, acabamos ultrapassando o limite do cartão de crédito sem perceber, e isso pode acontecer com qualquer pessoa. Estourar o limite significa gastar até o último centavo disponível e, muitas vezes, ultrapassar esse valor, resultando em um saldo negativo. Embora ultrapassar o limite não seja tão ruim assim, pode gerar consequências desagradáveis, que seria muito melhor evitar. Uma delas é a impossibilidade de usar o cartão para novas compras em estabelecimentos, até que o valor seja quitado na próxima fatura.

Além disso, é importante estar ciente de que em algumas situações o banco pode autorizar uma compra que ultrapassa o limite disponível, por meio do serviço de limite emergencial. Entretanto, o valor excedente será cobrado com taxas de juros consideráveis, o que pode gerar surpresas desagradáveis na hora do pagamento da fatura. Portanto, é fundamental evitar ultrapassar o limite do cartão de crédito para evitar gastos adicionais com juros e taxas. Para que isso aconteça, é importante ficar ciente de algumas dicas que podem te ajudar, veja abaixo!

Anúncio

Como alcançar estabilidade econômica

É de suma importância que você faça uma coisa com seu cartão de crédito: estabeleça limites! Ou seja, é fundamental que tenha domínio sobre os gastos, reflita duas ou até três vezes antes de efetuar uma compra e aja com consciência na hora de adquirir algo. Essa é a razão pela qual a instrução financeira se torna tão relevante. Através dela, adquirimos habilidades para tomar decisões mais acertadas, passando a gastar de forma mais criteriosa e reconhecendo a importância de economizar e aplicar em investimentos. Se você ainda não possui essa habilidade, que tal começar a tentar fazer isso a partir do próximo mês?

Mantenha suas parcelas dentro do limite de 30% da sua renda

Uma das principais vantagens de possuir um cartão de crédito é a capacidade de realizar compras parceladas. No entanto, as compras parceladas podem se tornar uma situação complicada, além de, é claro, impactar parte do seu limite durante os meses subsequentes. Se o seu rendimento mensal é de R$10 mil, por exemplo, é aconselhável que você não exceda R$3 mil em compras parceladas com o cartão. Você pode buscar ajustar suas despesas para proporcionar que isso seja viável nos próximos meses.

Conteúdos relacionados:

Tranquilidade financeira: como criar e utilizar uma reserva de emergência

Uma das orientações mais frequentemente compartilhadas diz respeito à reserva de contingência. Essa prática é de extrema importância! Ter um montante reservado para despesas imprevistas e poder efetuá-las de forma imediata é uma das maneiras de evitar exceder o limite do seu cartão de crédito. Comece a criar uma poupança ou invista em fundos de investimento de renda fixa para iniciar a formação da sua reserva. Mensalmente, reserve uma parte do seu rendimento até acumular o equivalente a seis meses de despesas pagas. Isso será de grande ajuda caso precise de uma certa quantia inesperada que não estava prevista em seu orçamento.

Fonte: Ciclick

Anúncio
Anúncio